segunda-feira, 1 de setembro de 2014

"Eu não quero que o mundo me veja porque penso que não me vão compreender"

Para quem não sabe este é o inicio do refrão da música "Iris" da banda Goo Goo Dolls e quem diria que existe uma música que me inspira tanto como esta.
John (não sei escrever o apelido correctamente e sou muito preguiçoso para abrir outro separador e ir procurar) de certeza que não esperou que tanta gente o compreendesse, irónico não é?
Para mim esta música significa que por vezes tudo parece caído, não podemos mostrar a ninguém quem somos porque ninguém nos entende, e fazemos tudo para ter alguém que nos perceba, porque essa pessoa é "o mais perto do céu que alguma vez estarei".
E se for verdade? E se realmente ninguém me compreender?
É um pensamento assustador ninguém nos compreender, e ao mesmo tempo esperançoso porque o dharma é complicado e esse alguém pode estar ainda por aparecer, talvez já conheça esse alguém, talvez não.
É o que eu disse, esperançoso...
O meu mundo devido à minha forma de pensar, cai bastantes vezes e sei por experiência que é muito mais fácil levanta-lo com alguém do que sozinho.
Mas quando não se sabe quem é esse alguém tudo o que se pode fazer é começar sozinho, a iniciativa tem que partir de dentro, pode demorar mas a vida continua e quem sabe? Pode aparecer quando menos se espera.
"When everything is meant to be broken, I just want you to know who I am

0 comentários:

Enviar um comentário

Com tecnologia do Blogger.

About me

Se, por algum lapso de consciência decidires ler mais alguma coisa que se siga a esta apresentação ficas já avisado que, das duas uma, ou vais deprimir ou vais dizer-me assim "fogo, és um triste", se pensares isso eu respondo-te, "não, eu sou feliz, tenho um pai e uma mãe que trabalham e uma irmã que é uma chata do caraças, tenho uma casa e comida na mesa todos os dias, por isso supostamente não tenho motivos para me queixar." Mas eu sempre fui do contra e dado a minha idade e teimosia arranjo sempre motivos para me queixar.