quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Hoje passei-me

Hoje passei me e vou mandar tudo à merda. Apetece-me. Quantas vezes não apetece dizer "olha vai à merda e não me chateies" mas não podemos porque não é "socialmente aceitável"?
Hoje é o dia, em que mando tudo aquilo que já me chateou à merda, só mesmo para tirar pesos de cima.
Tudo sem excepção, desde aquele professor atrasado que trata os alunos como se fossem animais, até aquele "chico-esperto" que gozou com a minha blusa no 5ºano.
Vão à merda, com todas a letras, vão e não voltem.
Tu que pensas que o mundo te deve alguma coisa, vai à merda; tu que achas que o Sol só te ilumina a ti, vai à merda; tu que prometes e não cumpres, vai com eles.
Por uma vez vou abdicar dos pensamentos profundos e deprimentes e mandar tudo à merda, só mesmo porque me apetece. Se eu não escrever o que me apetece qual é o objectivo de ter um blog?
Por isso olha vai à merda, a la merda, piss off, ok?

Às vezes o mundo pede que por um segundo o ignoremos e pensemos primeiro em nós próprios.




0 comentários:

Enviar um comentário

Com tecnologia do Blogger.

About me

Se, por algum lapso de consciência decidires ler mais alguma coisa que se siga a esta apresentação ficas já avisado que, das duas uma, ou vais deprimir ou vais dizer-me assim "fogo, és um triste", se pensares isso eu respondo-te, "não, eu sou feliz, tenho um pai e uma mãe que trabalham e uma irmã que é uma chata do caraças, tenho uma casa e comida na mesa todos os dias, por isso supostamente não tenho motivos para me queixar." Mas eu sempre fui do contra e dado a minha idade e teimosia arranjo sempre motivos para me queixar.