segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Tu pertences a ti

Tu pertences a ti, pura e simplesmente sem rodeios e hesitações, não pertences aos teus pais, nem professores, nem patrões, nem governo, etc...
Tu pertences a ti e a ti unicamente.
És livre, tens ideais e o direito de os defender pacificamente e ninguém pode parar isso.
Levanta-te desse canto! Mostra a tua liberdade, mostra o que te agrada, diverte-te, aprende sem medo porque ninguém te pode privar disso, aproveita a liberdade, explora o mundo, a ti próprio e aos outros.
Ama, vive sem rancor nem vontade de vingança, defende o que acreditas mas não julgues os que pensam de forma diferente, faz o que desejas, cumpre sonhos e lembra-te se fores bom, moral, ambicioso (na medida certa) e acima de tudo se fores feliz, és imparável.
Existem consequências claro, mas apenas se saíres das legalidade ou da moralidade e ninguém precisa disso para ser feliz.
Não precisas de mudar a vida de muitas pessoas para seres lembrado e feliz, basta mudar a vida de forma positiva à pessoa certa e vais para sempre ser lembrado por ela e por todas as pessoas que apreciarem as tuas acções.
Resumindo e concluindo se conseguires fazer alguém feliz também tu serás mais feliz. Todos podemos ser felizes, só temos que encarar a vida dessa forma. E uma vida feliz é uma vida que vale a pena ser vivida.

0 comentários:

Enviar um comentário

Com tecnologia do Blogger.

About me

Se, por algum lapso de consciência decidires ler mais alguma coisa que se siga a esta apresentação ficas já avisado que, das duas uma, ou vais deprimir ou vais dizer-me assim "fogo, és um triste", se pensares isso eu respondo-te, "não, eu sou feliz, tenho um pai e uma mãe que trabalham e uma irmã que é uma chata do caraças, tenho uma casa e comida na mesa todos os dias, por isso supostamente não tenho motivos para me queixar." Mas eu sempre fui do contra e dado a minha idade e teimosia arranjo sempre motivos para me queixar.